Sobre o ausente

Publicado: 13 outubro, 2008 em Minhas Cores
Tags:,

Dia das crianças… e eu nem ganhei presente…

Meu Presente
Sem passado ou futuro,
raro é presente.

Se faz ausente
negligente
displicente
envolvente.

Nele não há alento
somente momento
e então sofrimento.

Em meus versos não vê cores
nem reconheçe meus sabores.

É triste
de recordações,
Preso ao passado
Por fora impressões
por dentro amargura

armadura.

Desilusão.
Solidão.
Sem (com) paixão.

Leva
Arrasta
Engasga

Sem fantasia
nem pedra de alquimia.
Com medo
Receio(s)…

Canso …
Te faço mil
De ti sequer tenho o vazio.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s