Posts com Tag ‘foda’

Égua, tenho que falar viu é incrivel como algumas pessoas extrapolam o “normal” da curiosidade. Querem saber simplesmente de tudo que acontece com todo mundo, até mesmo com pessoas que nem conheçem.  Sinceramente acho irritante pessoas que ficam metendo (ou tentando meter) o nariz onde não são chamadas. 

Acho que devem ter varios tipos e niveis de curiosidade. Vou falar aqui de dois que realmente me irritam bastante:

Vejamos o curioso negativo, que adora saber somente as noticias ruins da vida de todo mundo, só pra seu mero deleite.

Essas ultimas semanas fiz um teste, coloquei em meu msn frases que demonstravam alegria, conquista, bom humor (frases positivas)  e algumas frases que demonstravam frustação ou decepção (ou seja, frases negativas neh). O resultado realmente chama a atenção: frases de frustração, decepção, raiva, tristeza e afins chamam mais a atenção, dispertam mais curiosidade do que frases com sentido positivo. Mas esperem, ainda há mais. Frases de cunho negativo despertarem maior curiosidade de uma determinada classe de pessoas: daquelas que nem são tão intimas, que não matem um laço de amizade realmente significativo (mais um coleguismo na verdade) . Ou seja, com isso eu chego a conclusão (opinião perssonalissima) que essas pessoas estão sempre atraidas pelas desgraças alheias. Isso desperta a curiosidade, os porques, os comos, os quens. Hoje analiso que nas minhas relações de real significancia existe a curiosidade sobre os acontecimentos bons e ruins da vida; as que não valem muita coisa, quase nada ou nada, nessas pode ter certeza de que falam comigo quando coloco na minha msg pessoal: hj estou na merda! E aí lá vem a conversa:

– mlr o que aconteceu?

– brigou com o namorado? foi chifre?

– bateu o carro?

– foi assaltada?

– perdeu o emprego?

– nasceu uma espinha no seu rosto?

 

 

Pois eh isso mesmo. O mundo está cheio de gente que sente prazer em ver voce fudido, na merda, na sarjeta. Aqui o curiosidade vai além, muito além de somente querer saber tudo. Passa dos limites da xeretice e chega até a (quase que imperceptivel) sensação de contentamento de sempre exister alguem em pior situação (como um consolo: ó podia ser pior… veja o cicrano…).

 

E ainda tem um outro tipinho que eu também acho insuportavel, aquele que é somente curioso (como se isso ja não fosse o bastante… “somente”?) e quer saber de tudo, toda a sua vida. Quer ser intimo seu e de toooodossss os seus amigos. Entra no teu orkut fussa todas as fotos e recados, adiciona amigos teus que nunca nem viu e mais seus ex namorados ou ficas, rolos, casos (…) somente pelo simples fato de que voce ficava  com eles fazendo que a pessoa sentisse que “tambem conhecia aquela pessoa” de longas datas.

Poxa,  naum sei pra vc viu, mas pra mim naum tem coisa pior que gente metida, querendo saber de tudo e de todas. São pessoas que naum se tocam, falta aquela dose de “simancol” como diria minha mãe. Não sei se tenho mais raiva ou pena desses tipos… na verdade varia de acordo com meu humor!

De qualquer forma meu recado aqui vai pra esses tipinhos desocupados: vão cuidar de suas vidas, olhem pro proprio umbigo e antes de apontar um dedo lembrem-se que tem 3 apontando pra vc!!!

Deixem de ser metidos porra! Nao torrem o saco da galera e sejam menos falsos…

Enfim, poderia colocar aqui milhares de outras meigas frases, mas já estou ficando com sono e estou pensando seriamente em ir mesmo dormir.

 

… agora, se vc leu isso aqui e a carapuça serviu… tsc tsc eita, reveja suas atitudes heim!!!!

Sem sentido mesmo

Publicado: 24 outubro, 2008 em pensamentos
Tags:, ,

E esses dias que não passam e se arrastam… parece que tem correntes em meus pés!!!

Tanto bla bla bla pra falar… essa semana eh Eloá, Lindemberg, Nayara e sei lah mais quem… eh o findi chegando e a formula 1 no Brasil pra decisão, Felipe que ainda tem chances… eu torço pra Hamilton. Também tem as novidades do cinema, filmes estreando e tal,, enfim,sei lá, a vida vai passando, algumas coisas mudam, outras nem tanto.

Por falar em filme, me lembrei da musica O amor é um Filme… e olhe que eu concordo mesmo com isso, o amor parece mesmo com um filme, e minha vida também pode ser vista como um filme. Acho q eu classificaria o genero como uma comédia com pitadas de drama. Tenho vilões, heróis, bandidos, moçinhos, as megeras, as amigas trapalhonas, tem os principes e os sapos… e o(s) lobo(s) mau(s (que me lembra automaticamente da seguinte piadinha besta: Que principe encantado que nada, bom é o lobo mau que te ve melhor, te escuta melhor e ainda te come).

Mas enfim, a respeito desse post que não diz nada com nada, sem o menor conteudo que preste, a semana passa arrastada, mas de uma forma interessante, porque é bom se dar ao luxo de esqueçer, deixar pra lá, let it go… abrir mão de uma coisa que eu quero (ou achava que queria) e olhar ao redor e ver outras coisas que também posso querer, é assim que as coisas são…

A resistência pode assustar, pode até atrapalhar as vezes,,, mas ainda é mais solitario que andar só O andar com todos (tudo, todas) afinal quem vai com todos os ventos não encontra sua propria brisa, vai ver que por isso Nietzsche viveu e morreu assim, solo. E sei lá porque escrevi isso…. mas afinal “Se minhas loucuras tivessem explicaçoes, não seriam loucuras.”

Sem sentido mesmo,

amanhã (hoje) o dia promete!!!

A Foda do Gato

Publicado: 12 outubro, 2008 em Minhas Cores
Tags:,

Puta que pariu!
Ô coisa pra ficar amolando
É tê que ouvir gato trepando
Tu já num ouviu? Puta que pariu…

É umas porra de grunido
Uns miado quase grito
Uns chiado aperriado
Mais parece é chilique de viado.

Mas isso tudo é uma bosta!
O gato fica comendo
e azunhando a gata…
Deve di cê bem no meio das costa.
Axo é pouco pra aquela danada
Aquela fí de rapariga arrombada!!!

E ainda é só de madrugada
Parece até que é alma penada.
Deve cê bem de implicância
Querendo mostra uma arrogância
De quem tem foda em abundância.

Fica aqueles gato sem dono
E nóis pobre sem pegar no sono.
Por mim corto-lhes logo a pica!
Aí quero ver comé que fica

A gata ia ficar lamentando: miau, miau…
Mia! Mia ordinária!
Mia mas num leva mais pau.