Posts com Tag ‘musica’

Publicado: 2 março, 2010 em Músicas, Minhas Cores, pensamentos
Tags:, ,

Na lembrança das coisas que já foram, hoje me veio a imagem de um tempo já um pouco distante.

A nostalgia não é uma coisa que passa despercebida, e a saudade de hoje foi tão boa de sentir… ao som the “nothing is going change my world” mando minhas recordações diretamente para minha pequena grande irmã mais velha por todas aquelas noites curtidas, dançadas e cantadas na companhia da Rubber Soul…

Estrelas – Ludov

Publicado: 14 dezembro, 2009 em Músicas, Me Inspiram
Tags:, ,
Agora mesmo falando com a Joca, num papo entre a madrugada fria de Porto e a aconchegante e calorosa noite de Fortal, me lembrei do quanto gosto dessa musica da banda Ludov. Essa vai pra vc Joca…
 
=]
 
 
Eu sei, você já parou de contar as estrelas do céu
E eu não, eu não posso mais te ajudar a dizer onde estão
Seu olhar pesado me prende ao solo
E eu sei, eu não posso mais flutuar
entre estrelas do céu que você apagou

Falta um pouco de luz nos seus olhos
e me dá saudade o seu rosto brilhando ao sol
Falta um pouco de amor no seu corpo
e eu não posso te dar pois em mim faltará também

Talvez, se a gente encontrasse um lugar pra recarregar nosso amor
então, quem sabe eu pudesse enxergar vida no que nos restou
e essa estrela morta brilharia um sol
Meu bem, o pouco que eu posso te dar
É tudo o que eu já te dei e que não te bastou

Falta um pouco de luz nos seus olhos
e me dá saudade o seu rosto brilhando ao sol
Falta um pouco de amor no seu corpo
e eu não posso te dar pois em mim faltará também

Eu sei que você vê tudo o que eu faço
Eu sei que você lê tudo o que escrevo
Escrevo pra você

Musica do mês

Publicado: 10 dezembro, 2009 em Músicas, Me Inspiram
Tags:,

Desde o mês passado estou com essa idéia na cabeça, mas terminei não pondo em prática. Então, vou começar agora. Todo mês vou postar a letra de uma musica que tenha o mês corrente na letra. Não tem nenhum objetivo prático, é só mesmo para falar de musica (que é algo que eu amo).

Dezembro vai ter a letra de uma musica do Linkin Park que, por incrível que pareça, não tem aquela usual gritaria que acabaria com a garganta de qualquer cristão.

My December – Linkin Park

This is my December.
This is my time of the year.
This is my December.
This is all so clear.

This is my December.
This is my snow covered home.
This is my December.
This is me alone.

And I…
(Just wish that I didn’t feel
Like there was something I missed.)
And I…
(Take back all the things I said
To make you feel like that.)
And I…
(Just wish that I didn’t feel
Like there was something I missed.)
And I…
(Take back all the things that I said to you.)

And I’d give it all away
Just to have somewhere to go to.
Give it all away
To have someone to come home to.

This is my December.
These are my snow covered dreams.
This is me pretending.
This is all I need.

And I…
(Just wish that I didn’t feel
Like there was something I missed.)
And I…
(Take back all the things I said
To make you feel like that.)
And I…
(Just wish that I didn’t feel
Like there was something I missed.)
And I…
(Take back all the things that I said to you)

And I’d give it all away
Just to have somewhere to go to.
Give it all away
To have someone to come home to.

This is my December.
This is my time of the year.
This is my December.
This is all so clear.

[Give it all away…
Just to have somewhere to go to.
Give it all away….
To have someone to come home to.]

link para video com a musica no youtube aqui

Aqui vai a letra de uma canção que eu gosto muito, de autoria de um amigo, seguida do video com a apresentação da mesma. A musica deve ter milhões de significados nas entrelinhas, e, certamente não entendo todos mas, ela mexe comigo de alguma forma que não sei explicar. Eu sinto-a forte, como se houvesse alguma conexão inexplicavel… (não sei se as tais teias invisiveis do tempo/destino/vida cabem no contexto de todas essas coisas que eu não entendo)

O titulo do post fala da Fortaleza pelo fato de calhar com meu momento atual. Eu já peguei meu avião.

 

CALCINAÇAO (Robert Veras)

Vou pegar um caldeirao

Cozinhar o meu desejo

No veneno do escorpiao

Na saudade do teu beijo

 

E deixar a ebulicao

Transformar nesse ensejo

O apego em liberaçao

Sofrimento em solfejo

 

Vou pegar um aviao

E deixar a Fortaleza

Da “Tristeza e Solidao”

Das mentiras sob a mesa

 

E buscar uma estaçao

Onde o ser em nós floresça

Nos acordes de uma cançao

Redescobrir nossa pureza

 

Nossa Senhora da Assunçao

Iluminai os caminhos

Nas praias de Plutao

“O Cavaleiro e os Moinhos”

 

Nosso Sagrado Coraçao

Entre rosas e espinhos

Visto a pele do Leao

E do Cordeiro eu bebo o vinho

Gilberto Gil em Porto

Publicado: 9 novembro, 2009 em Músicas, Por ai...
Tags:, , ,

Ontem a noite fui ao show do Gilberto Gil que teve aqui na casa da música.  O show chamado “Concerto de Cordas” contou com as 8 cordas do Gil (as 6 do violão e as 2 vocais, como ele mesmo falou, rs), acompanhadas do seu  filho Bem Gil, no violão solo, e de Jaques Morelenbaum, no violoncelo.

Ganhei meu ingresso em um sorteio para os brasileiros estudantes de intercambio que estão por aqui. E, além da felicidade de ir de graça, pude me animar também ao ouvir músicas que sinceramente nem me lembrava que ele tocava! Muito bom mesmo. A acústica da Casa da Musica é perfect e a voz do Gil… nossa… cada agudo kkkkkkkkk

Amei.

Entre as mais conhecidas que ele cantou estavam: Esotérico, Super-Homem, Lamento Sertanejo, Tenho Sede, Estrela, Expresso 222, Flora, Viramundo.

Já na categoria “nunca-tinha-ouvido-mas-gostei-mesmo-assim” (ou nem taaanto assim rs): Das duas uma, Quatro Coisas, Não Tenho Medo da Morte e umas outras 2 ou 3 que não me recordo (e que mais pareciam aquelas musicas de macumba que a gente ouve em filme, novela ou programa de humor hahaha).

Veleu demais! (ainda mais de gratis hehe)

Só queria que ele tivesse cantando A Paz… mas fica pra próxima.

gil

ta tudo na mente

Publicado: 13 outubro, 2009 em Músicas, Me Inspiram
Tags:,

“…

a minha lei é um pouco diferente obedeço a minha consciência e ela é desobediente a minha moda sempre muda, sou eu que dito não me incomodo se a manada não achar bonito a minha fé nunca removeu montanhas mas me fez passar por cima de milhões de situações estranhas a minha casa tem vários endereços eu vou batendo as asas e me sinto em casa onde eu desço a minha rota é feito a do morcego guiado pelo som, é assim que aonde eu quero eu chego.”

– como muita coisa na vida é cíclica, to numa fase Gabriel, de novo –

Kite

Publicado: 2 outubro, 2009 em Músicas, Me Inspiram
Tags:,

O post passado me lembrou automaticamente de uma musica de uma banda que eu amo – minha banda preferida mesmo –  U2  \o/ e enquanto eu acabava de escreve-lo eu já estava bolando o proximo (esse) post. Então, não vou falar muito sobre a musica, vou apenas colocar antes da letra as palavras do Bono quando falou do seu significado durante um show… ladies and gentleman, now I give you Kite:

“This song is about lettin’ go of somebody you don’t wanna let go off. Could be a lover, could be father, could be a child, could be a friend… this is KITE” (Bono Vox)

Something is about to give
I can feel it coming
I think I know what it is
I’m not afraid to die
I’m not afraid to live
And when I’m flat on my back
I hope to feel like I did

And hardness, it sets in
You need some protection
The thinner the skin

I want you to know
That you don’t need me anymore
I want you to know
You don’t need anyone, anything at all

Who’s to say where the wind will take you
Who’s to say what it is will break you
I don’t know which way the wind will blow
Who’s to know when the time has come around
Don’t wanna see you cry
I know that this is not goodbye

In summer I can taste the salt in the sea
There’s a kite blowing out of control on a breeze
I wonder what’s gonna happen to you
You wonder what has happened to me

I’m a man, I’m not a child
A man who sees
The shadow behind your eyes

Who’s to say where the wind will take you
Who’s to say what it is will break you
I don’t know where the wind will blow
Who’s to know when the time has come around
I don’t wanna see you cry
I know that this is not goodbye

Did I waste it?                                                  

O wonder what's gonna happen to you

I wonder what's gonna happen to you

Not so much I couldn’t taste it
Life should be fragrant
Roof top to the basement
The last of the rock stars
When hip hop drove the big cars
In the time when new media
Was the big idea
That was the big idea

O Quereres

Publicado: 6 agosto, 2009 em Músicas
Tags:
piscianaOnde queres revólver sou coqueiro, onde queres dinheiro
sou paixão
Onde queres descanso sou desejo, e onde sou só desejo
queres não
E onde não queres nada, nada falta, e onde voas bem
alta eu sou o chão
E onde pisas no chão minha alma salta, e ganha
liberdade na amplidão

Onde queres família sou maluco, e onde queres
romântico, burguês
Onde queres Leblon sou Pernambuco, e onde queres
eunuco, garanhão
E onde queres o sim e o não, talvez, onde vês eu não
vislumbro razão
Onde queres o lobo eu sou o irmão, e onde queres
cowboy eu sou chinês
Ah, bruta flor do querer, ah, bruta flor, bruta flor
Onde queres o ato eu sou o espírito, e onde queres
ternura eu sou tesão
Onde queres o livre decassílabo, e onde buscas o anjo
eu sou mulher
Onde queres prazer sou o que dói, e onde queres
tortura, mansidão
Onde queres o lar, revolução, e onde queres bandido eu
sou o herói
Eu queria querer-te e amar o amor, construírmos
dulcíssima prisão
E encontrar a mais justa adequação, tudo métrica e
rima e nunca dor
Mas a vida é real e de viés, e vê só que cilada o amor
me armou
E te quero e não queres como sou, não te quero e não
queres como és
Onde queres comício, flipper vídeo, e onde queres
romance, rock’n roll
Onde queres a lua eu sou o sol, onde a pura natura, o
inceticídeo
E onde queres mistério eu sou a luz, onde queres um
canto, o mundo inteiro
Onde queres quaresma, fevereiro, e onde queres
coqueiro eu sou obus
O quereres e o estares sempre a fim do que em mim é de
mim tão desigual
Faz-me querer-te bem, querer-te mal, bem a ti, mal ao
quereres assim
Infinitivamente pessoal, e eu querendo querer-te sem
ter fim
E querendo te aprender o total do querer que há e do
que não há em mim
 
(Caetano)
 

Ando só

Publicado: 31 julho, 2009 em Me Inspiram
Tags:

Ando só
Pois só eu sei
Pra onde ir
Por onde andei
Ando só nem sei por que
Não me pergunte o que eu não sei
Pergunte ao pó
Desça ao porão
Siga aquele carro ou as pegadas que eu deixei
Pergunte ao pó por onde andei
Há um mapa dos meus passos nos pedaços que eu deixei
Desate o nó
Que te prendeu
A uma pessoa que nunca te mereceu
Desate o nó que nos uniu
Num desatino, um desafio
Ando só
Como um pássaro voando
Ando só
Como se voasse em bando
Ando só
Pois só eu sei andar
Sem saber até quando
Andó só
Ando só… até …sem saber até quando
Ando só

♪ A musica ♪

Publicado: 30 janeiro, 2009 em pensamentos
Tags:, ,

  Quero falar de uma coisa que eu amo: música!

Entre muitas paixões e amores que eu tenho ( a grande maioria relacionada as artes) a música é uma delas.  Adoro, amo, sou louca. Escuto todos os dias, sempre tem uma música na minha cabeça, pra cada pensamento ou situação.

 

Sabe, se minha vida tivesse uma trilha sonora… nao sei, ia ter que ser um cd de mp3 lotado, porque pra mim é impossivel escolher uma só. Incrível a capacidade que elas têm de expressar tudo aquilo que voce tem vontade de falar e naum sabe como. Parece que foram feitas pra vc. Todo mundo escuta aquela música tal e diz: oh, minha música! kkkkk, é, sua e de toda a torcida do flamengo!

                                

Mas isso tudo é por conta do grande poder que a musica tem de mexer com todos nós, com nossas emoções e idéias. Elas falam e calam tudo aquilo que gostariamos ora de gritar, ora de susurrar… remetem a lembranças, amigos, gostos, cheiros, épocas, amores, conquistas, decepções, nos trazem de volta um passado que sempre é vivo dentro do peito. Um simples acorde é capaz de provocar um carrossel na boca do estomago. E tem como algo ser mais divino do que isso?

           

Dentre várias músicas que mexem comigo existem algumas que sempre, eu digo SEMPRE me lembram alguém, ou alguma determinada época da minha vida, ou os dois. Esses que são lembrados sao aqueles que carrego com carinho todo especial em meu coração, apesar da distância e do tempo que nos separou ( ou não).

Post dedicado aos meus amigos:

 Carol (irmã de alma e coração)

 Junior (eterno)

 Amanda (pirações do cabeção sempre)

Igor  ( amigo, desculpe, mas Ricardo Chaves é a tua cara!!! kkkkk)

♪♪ Minhoca  (nunca esqueço quando assistimos juntas Intimo e Pessoal, até hj quando ouço a música lembro da gente)

Toda minha turma de Belém, galera do 12 de outubro (nunca que eu esqueço de vcs)

“Can music save your mortal soul???”