Posts com Tag ‘paixão’

O Amor é brega. Não adianta discutir. É brega e ponto final.

Nossa como isso é verdade. Quando nos apaixonamos ficamos tão abobados, estupefatos, entrelaçados, envolvidos, que os poucos vamos perdendo um pouco a noção das coisas. Não que a gente chegue ao limite do ridículo, não é isso (se bem que algumas pessoas os fazem). São os detalhes. É uma música que antes parecia sem sentido e chata e que de repente se encaixa perfeitamente na tua historia de amor. São os nomes que a gente inventa no pé do ouvido, o chuchu, docinho, benzinho, mozinho, ursinho… Fadinha, totosa, rainha, princesa, flor, jóia, fofucha… e por ai vai, tudo depende só da imaginação.

Ainda soma-se a isso aquelas vozes que só fazemos em 3 ocasiões na vida: quando vemos um bichinho fofo, quando encontramos um neném fofo, ou quando estamos falando com dito namorado (a) fofo (a) (e que na maioria das vezes só a gente mesmo para pensar que ele (a) é fofo(a) viu!). Imagine na sua cabeça a cena com aquela vozinha irritante: Oh meu deuso, é muito fofo esse meu amor lindu que eu amu dimaixxx!

Vai dizer que isso não é irritante? E vai dizer que isso não é brega?

Mas vamos lá, a lista não acaba aqui. Além de apelidos e da voz fina, infantilizada e chata ainda temos:

  • apelidos para as partes intimas (muitas vezes nomes carinhosos, e outras vezes o diminutivo do próprio nome. Ex: rafaelzinho, carlinha, joãzinho, nandinha. kkkkkkkkkkk essa é boa viu).
  • Enfeitar o caderno, a apostila, a carteira da sala de aula, a porta do banheiro da escola ou faculdade, enfim qualquer lugar “riscável” com o seu nome + o nome do amado (a) + corações flechados (alguns ainda somam também frases do tipo “love forever”).
  • Fazer poemas e cartas de amor perfumadas, cheias de sentimentalidades, de esperanças e juras de amor eterno.
  • No orkut: colocar a foto dos dois no lugar que era pra por a tua foto! E no local da tua frase colocar uma que sintetiza todo aquele imenso sentimento sem fim (algo do tipo: Meu amor é especial, ou ainda, Amo meu namorado). Ainda no quesito orkut temos a tal invasão, que é quando o ser amado adentra na sua conta e escreve no seu profile coisas que fluem do âmago do seu ser, mais uma vez demonstrando todo aquele imensurável amor (e é claro, demarcando território também)
  • Como o tópico acima cita algo relativo a internet vamos então ao bom e velho msn. Não precisa nem falar né. As frases são as mais batidas possíveis, mas sempre cheias de amor pra dar: Mô te amo! To com saudade! Volta logo! Meu namorado é especial! Amo muito minha namorada! Mais um mês de muito amor e felicidade… e assim vai a lista.
  • Passeios (ou não) e fotos. Olha você pode estar na parada de ônibus, tudo é tão lindo quando você está perto da “luz dos seus olhos” que você tem que tirar uma fotinha pra guardar pra sempre aquele momento! Ta todo mundo lá na parada com vocês, morrendo de cansados, com fome, sono, depois de um dia estressante de trabalho e tal, e os 2 pombinhos lá fazendo caras e bocas pra saírem lindos e apaixonadíssimos nas fotos! Esfregando irritantemente na cara de todos tamanha felicidade!
  • Celular. Esse é crucial. O toque que você elege para ser o toque da sua alma gêmea. Aquela musica que quando você ouve já sabe que é ele (a) te ligando e corre pra atender. Aquela musiquinha que ninguém mais agüenta ouvir no seu trabalho, nem seus amigos, nem sua família, mas você não se cansa nunca, e às vezes ainda deixa o celular tocar um pouquinho mais só pra ouvir mais um pedacinho da musica de vocês.
  • Outro ponto importante que se relaciona com o anterior: o falar no telefone. Depois de muita conversa e de 30 minutos repetindo, cada um de um lado, que está com saudades chega a hora de desligar. Ai seguem-se os minutos da despedida com celebres frases de amor finalizando com o seguinte diálogo:

– Tchau amor! Tchau chuchu.  

– Tchau amor! Tchau meu beim.

– Te amo!

– Também te amo!

– Eu amo mais…

– Não, eu que amo mais…

– Não, sou eu!

– Ta bom amor, então tchau!

– rs, ta tchau!

– Tchau

– Desliga amor.

– Não amor, desliga primeiro

– Ooo amor, tu primeiro

– Vai amor, desliga

– Ta, vou desligar tá… te amo

– Também te amo…

– Beijos

– Beijos. To com saudade!

– Eu também ….

E aí começa tudo de novo! Com algumas poucas variações.  É, não é mole não desligar o telefone!!!

 

…. e assim as companhias telefônicas vão ficando ricas.

 

Entre essas e muitas outras breguices e outras tantas cafonices alguém aqui quer me dizer que o amor não é brega?!!!!

Faça-me o favor né.

E por último, mas não menos importante que todo o resto, eu deixo bem claro que é brega sim, mas que é bom demais, é gostoso, é maravilhoso. Eu adoro, faço questão de ser brega. Por isso meu povo sejamos brega, vamos amar!

 

 

Ah o amor...!

Ah o amor...!

 

 

Anúncios

Ainda lembro

Publicado: 13 novembro, 2008 em pensamentos
Tags:, , ,

Não sei se te ligo ou não…..

Mas ainda lembro da gente e você ainda mora dentro de mim

When all I want is you....

When all I want is you....

Esse louco amor

Publicado: 12 novembro, 2008 em pensamentos
Tags:, , , ,

Bem muitas coisas tem mudado constantemente dentro e fora de mim, conceitos, pre-conceitos, sentimentos, objetivos, enfim, como disse muita coisa. Mas tem uma coisa que não consigo deixar de lado: observar as pessoas e suas  historias, com seus sentimentos e cores hora foscas, hora exuberantes.

Hoje vou me inspirar em um amigo meu, que em determinada época da minha vida já teve um lugar mais especial em minha alma, mas que hj fica em meu coração num cantinho guardado para os amigos que quero muito bem e desejo aquele velho “tudo de bom”. Enfim, ele teve a sorte de conheçer o amor. Da forma mais louca, insana, humana, apaixonada, tresloucada. Sabe aquele tipo de amor, de querer, que te vira a cabeça e faz tudo virar de pernas pro ar. Você quer se livrar dele, quer mandar tudo a merda, quer esqueçer, odiar… mas só consegue amar mais….

Isso tudo pode parecer doido demais pra quem vê de fora, mas eu reparo nos olhares, nos toques, risos e sorrisos, suspiros roubados…. e eu não consigo deixar de achar lindo e incrivel, como algumas pessoas conseguem manter essa paixão louca, a possessão, a insanidade do amor por anos e anos e anos, e não perdem o querer intenso, mesmo com a guerra e paz do dia-a-dia monótono. Esse amigo, teve a cota dele de “amor da minha vida daqui até a eternidade” e viveu assim por mais de 10 anos, e ainda traz no peito todo esse furacão, pela mesma mulher, que não é mais a mesma (assim como ele também não é mais o mesmo homem). Hoje eles ainda tem a loucura e todo o sentimento, mas acham, acreditam que diante de tanta mágoa e tantos ressentimentos não há mais o que ser feito. Não me interessa aqui saber se no final eles vão estar juntos e viver felizes (quase sempre felizes) para sempre ou se já chegaram ao ponto de desistir do “nós” (tema que já falei em um texto anterior), só quero mesmo guardar na lembrança esse contato que tive com o amor em sua forma bruta e animal, que vai muito além do racional, que faz cometer loucuras quando estão juntos e deixa faltando um pedaço quando se vão. Que é cheio de negação mas que os olhos não deixam esconder a felicidade e satisfação de estar junto, pertinho, sentindo o cheiro um do outro, matando a sudade que já estava quase matando a eles……………………. mas que se perto demais também é capaz de matar de verdade.

Não sei se vou, nem sei se quero, encontrar um amor assim. Não tenho a pretenção de achar que vou ter meu final feliz algum dia, mas pelo menos posso observar. E achar as cores desses amores tão fortes e intensas como um morango cheio de vida e sabor.

“O maior conquistador não é aquele que conquista varias mulheres e sim aquele que conquista varias vezes a mesma mulher”.

Então esse aqui foi pra vcs dois, que sempre acabam se reconquistando milhões de vezes, de milhões de diferentes formas, sempre reinventando o amor e ódio que carreguam no peito!

Menssagem pra VOCÊ e pra mim

Publicado: 15 outubro, 2008 em pensamentos
Tags:, ,

Canso.

Das pessoas sem graça e sem atitude. Da falsidade, da cara-de-pau, do cinismo. Mas, acima de tudo eu canso de gente covarde, gente metade. Sabe aqueles tipos que deixam de viver, de rir, aproveitar, ser feliz por puro medo.

É um medo estúpido do que pode acontecer amanhã, é tanto recalque, pé atrás, “sei lá”, que deixam de aproveitar o hoje.

Quem vive de passado é museu, e sinceramente, as pessoas que vivem em função de coisas que já foram parecem zumbis, ou maníacos religiosos esperando a volta sabe-se lá de quem. Seria tão mais fácil olhar pro lado e ver todas as oportunidades que os outros têm a oferecer. Se entregar de verdade, sem falsidades, sem meios termos, sem desculpas ou subterfúgios. Você sofreu antes? Chorou? Ficou em mil pedaçinhos? Bem, e eu te digo: e daí??? Eu também sofri, chorei, me quebrei, me arrasei, e me refiz. Eu, você, ele, ela, e todo mundo, porque é assim com todo mundo. A gente ta aqui é pra viver e não sobreviver. Não é pra vida passar pela gente é a gente simplesmente ficar como telespectador. Temos que ser narrador personagem dessa nossa história, participar da nossa própria vida. Vida pra viver, respirar, sentir. Sentir calor, frio, alegria, tristeza, amor, ódio, decepção, contentamento, impotência, força. Viver é SENTIR. A partir do momento em que você abre mão de sentir, desiste de tentar recomeçar… aí você não vive mais, só está de passagem.

SEJA na vida das pessoas, se faça especial, se faça importante, alegre, constante. Talvez seja hora de fazer uma limpeza no seu sótão, ou no seu porão, talvez nos dois. Jogar fora sentimentos antigos, que não fazem bem, memórias tristes, coisas que amargam sua vida, que te deixam mal, que não te ajudam a prosseguir. Tente guardar nas suas gavetas somente aquilo te faz bem, que te deixa leve… guarde somente as cartas que valem a pena serem relidas, que te tragam sorrisos e sentimentos suaves… chega de lamentações, não há mais tempo para lamúria.

Tudo isso que digo aqui falo pra você (se você ler) e para mim também, pois é tão triste deixar de ser por medo, por precaução, por más vivências do passado. Todos nós carregamos nossas experiências (negativas ou positivas) e cabe a nós aprender com elas e seguir em frente, ou carregá-las eternamente como fardos que estão acorrentados aos nossos calcanhares.

Eu decido viver, com tudo que isso engloba, com todo riso e com todas as lágrimas que possam vir, se você vier também acho ótimo, senão, será uma pena… mas, como eu disse nas linhas acima, não vale a pena viver em função do passado.

Simples…

Publicado: 13 outubro, 2008 em Minhas Cores
Tags:, ,

Quando o beijo é maior que a boca,
E o desejo maior que a alma
Tudo cala, grita a loucura.

É beijo, abraço
Afago, pele, pêlo
Suor…
São gestos, poses e nosso cheiro
Descompasso cheio de ritmo
Da vida que se enche de vida

Teu sabor, teu sorriso, teus cabelos…
Loucuras (paixão)
Tuas mãos em meus seios
Loucuras (tesão)

Braços, abraços me prendem
Me apertam, me explodem.
Tuas pernas em minhas pernas
Posando em perfeita aquarela.